Dicas : Oportunidades e desafios da sociedade

 

Viver uma época em que a recompensa será a valorização dos DONS, de cada um, identificando oportunidades nos detalhes da vida de nosso cotidiano.

Os efeitos climáticos estão presentes na atual sociedade e tenderão a afetar o modo de nossa subsistência na sociedade.

Portanto, falar de oportunidades de trabalho e renda destaca-se a corrida por alternativas de energias limpas, duradouras e auto-renováveis, através de idéias no mundo dos sonhos e realização no mundo da matéria.
A acquacultura, o manuseio de florestas, a busca e conservação de biodiversidades, são apenas alguns exemplos de novos desafios do trabalho.

A criação da tecnologia verde, computadores auto-recicláveis, energia elétrica sem fio, extrusagem de plásticos para criação de cortinas e milhares de outros produtos.

O desenvolvimento da arte em todos os seus aspectos, mudar a postura de obrigatoriedade do estudo sobre uma determinada disciplina e focar nas melhores habilidades de cada ser humano, provocará um crescimento na Humanidade nunca vista.

O cultivo de alternativas de transportes ecologicamente corretos, como os mais de 4.000 km de metrôs na China, os trens elétricos, os ônibus movidos a hidrogênio que já é uma realidade no Brasil e que será sem dúvida um dos transportes coletivos mais corretos e acessíveis a sociedade, porque tem um sistema regenerativo de recuperação de energia. Os postos a eletricidade para as motos elétricas já presentes no Rio de Janeiro, são apenas alguns exemplos de futuras oportunidades de locomoção.

A nanotecnologia, o desenvolvimento de tecnologias da água e dos minerais, em que há um vasto campo de pesquisa a ser explorado, produtos para área da saúde onde não existe limite para a criatividade humana.
O desenvolvimento de centros alternativos de convivência passa a ser uma realidade e uma oportunidade de novos negócios sócio-culturais.

O turismo de pesca, de esportes radicais, ecológico, cultural (teatral, festas regionais, religioso, literatura, artes, etc), da gastronomia, marítimo e outros.

As mudanças da sociedade definirão as novas ocupações profissionais, de uma disputa pelo conhecimento integrado, que influem nos processos de transformação das desigualdades sociais em práticas mais humanistas e sustentáveis.

Falar, pensar e argumentar, são partes do processo de evolução, a raiz é buscar fazer as mesmas coisas de forma mais simples, oferecendo novas comodidades, treinando o pensamento e os olhos a perceberem o óbvio.

A ciência do desporto, genética, neurociências, criogenia, são um campo de oportunidades ilimitadas.
A educação de interação social pode agregar valor a conhecimentos pouco difundidos que podem ser maximizados com retorno a uma sociedade mais justa e digna. Os seguimentos deste desenvolvimento envolvem profissionais de diversas áreas da ciência e do urbanismo.

Empresas sociais podem interagir na nova sociedade, com auxílio de projetos já desenvolvidos pelos bancos do povo e fundações de assistencialismo espalhadas pelo mundo. Esta possibilidade permite uma rede de relacionamentos que combate o tradicionalismo das profissões, permitindo a busca de nichos para o utilitarismo real.

O assistencialismo deve ser traduzido no desenvolvimento de tecnologia de exploração do habitat de cada localidade do planeta, com regras claras de preservação ecológica e sustentável, para garantir a existência do Homem sobre o planeta.

Cooperativas de atividades para gerar valor agregado sobre serviços executados, desenvolvimento de habilidades, bem como aliar as pesquisas científicas aos conhecimentos místicos, religiosos e filosóficos milenares trará a construção do novo saber.

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *