Como lidar com a dor do parto

O apoio dos que estão a sua volta é muito importante, além de compreensão e respeito com os tempos e ritmos.

Não falar nem ouvir conversas paralelas ou alteradas, ou mesmo pessoas entrando e saindo o tempo todo pode ajudar.

Uma ambiente a meia luz ou na penumbra é mais propício ao relaxamento para a maioria das pessoas.

Para algumas mulheres música atrapalha. É importante escolher se quer ou que musicas quer durante o trabalho de parto.

Todo o recurso ambiental é valido: aromas, incensos, velas, nos momentos e intensidades desejados por ela.

Algumas posições melhoram o fluxo sangüíneo, dão mais conforto ou corrigem apresentações inadequadas do bebê.

Os impulsos nervosos da massagem nos pés e mãos, nas costas entre as contrações, e suaves na barriga, competem com a mensagem de dor levadas ao cérebro.

Entre as contrações a respiração deve ser rápida e profunda, durante as contrações, mais acelerada, voltando a ficar lenta e profunda conforme as contrações vão diminuindo.

Banho morno diminui a sensação de dor, mas água muito quente pode causar queda de pressão. O ideal é usar uma banheira quando após a dilatação atingir 5cm para não desacelerar o parto.

Relaxamento e meditação evitam tensão e facilitam o trabalho do útero. Visualise o bebê nascendo, seu colo se abrindo, coisas ficando pesadas e pendentes, tudo que tenha uma relação com descida e abertura.

Procure terapias alternativas como Homeopatia, Acupuntura, Cromoterapia e Terapia Floral.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *